quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Computador do futuro


Bem alguns dizem que é um futuro distante, nós achamos que é muito breve
 que essa maravilha tecnologia chega as lojas.
Vejam que pratico, fácil... Pura tecnologia.

video

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Spam ou e-mail marketing?


Envio de spam registrou queda no mês em dezembro. O número de emails indesejados os famosos spams em todo o mundo teve uma queda drástica nos últimos meses, de acordo com uma empresa de segurança na internet o volume de emails vinha caindo desde o inicio do segundo semestre de 2010, mas houve uma redução ainda mais considerável próximo as festas de fim de ano. Foi detectado cerca de 200 bilhões de spams enviados diariamente no inicio do ano, mas apenas 50 bilhões no final. Algumas empresas diminuíram e outras aumentaram, dizem alguns especialistas. Outros dizem que é o aprimoramento das campanhas feito pelas agências de propaganda é o responsável.  -- Ter um mailing de clientes atualizado, aprimorar com campanhas focadas na internet com redes sócias – Garante Márcio Mórra diretor de marketing da Boca Boca Comunicação, é uma ação eficaz para quem quer sua campanha não se torne um incomodo para seus clientes. Outra ação de ótimo retorno é realizar ações de samplig em locais de movimentação de potenciais clientes cadastrando-os. Assim todas as pessoas que receberem já saberam do que se trata.  Precisamos focar as nossas campanhas adicionou ele, saber os passos de seu cliente, por onde ele anda? O que ele compra? O que faz? Para ai então traçar uma boa campanha publicitária seja on line ou não.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Mobile Marketing - Nova tendência

Em um ponto de ônibus de grande movimentação em uma capital. A Sprite fez uma ação de Mobile Marketing. Que consiste em enviar para os cliente, via Bluetooth a musica de divulgação da marca. 
Uma ação simples e de grande retorno. Vejam no vídeo abaixo.
video

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Velocidade da Internet no brasil e no mundo. É banda larga?


Segundo um relatório divulgado pela Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC, na sigla em inglês), 68% das conexões de Internet consideradas banda larga pelos provedores de acesso não atingem os requisitos técnicos mínimos para serem consideradas banda larga. 

Traduzindo: mais de dois terços dos americanos que pagam pelo que pensam ser banda larga estão sendo enganados. É como comprar uma cartela de dúzia de ovos no supermercado e descobrir que dentro havia apenas 10 ovos. A diferença é que muitos consumidores ficariam mais indignados com a falta dos ovos, pois é algo que eles podem conferir. 
Poucos poderiam determinar se sua conexão banda larga está ou não de acordo com o real significado do termo. 

A chave para entender o relatório da FCC é esta: para o órgão, banda larga é uma conexão capaz de oferecer no mínimo 4 Mbps para download e 1 Mbps para upload. A conclusão do estudo é que, dos mais de 133 milhões de conexões de banda larga existentes nos EUA, mais de 90 milhões falham em atingir o padrão mínimo definido. Mais revoltante - para o consumidor americano é saber que58% têm velocidades abaixo de 3 Mbps. 

A definição de banda larga muda de tempos em tempos. O que era considerado ultra rápido em 2002 é muito diferente do que entendemos por alta velocidade hoje. Bem, padrões são padrões e, com base nos últimos testes,muita gente nos EUA não tem recebido banda larga. 

Banda estreita - A julgar pelo padrão adotado pela FCC, o Brasil teria muito pouco a considerar como banda larga, se considerarmos o estudo divulgado na segunda-feira (13/12) pela empresa de tecnologia de redes Cisco.  Pelo levantamento, feito sob encomenda pelo IDC, em junho de2010 63,5% das conexões banda larga de Internet no País tinha no máximo 2 Mbps.O estudo não informa o número de conexões acima de 4 Mbps. 

Além disso, dos 12,3 milhões de conexões banda larga fixa que o Brasil tinha em junho de 2010, cerca de 1 milhão tem velocidade de 255Kbps ou menor. O número de conexões com velocidades entre 256 Kbps e 999 Kbps é de pouco menos de 4 milhões. No estudo que o IDC realizou para a Cisco, banda larga foi definida como conexão permanente à Internet com velocidade igual ou superior a128 Kbps, tanto para upload quanto para download. 

Segundo a consultoria Teleco, dados de 2009 colocavam o Brasil em 97.º no ranking das bandas largas mais caras do mundo (28,03 dólar por conexão de 1 Mbps), abaixo da Nova Zelândia e acima da África do Sul. Os Estados Unidos aparecem na lista em 123.º lugar, com custo de 19,95 dólares por1 Mbps.


Fonte: Hands